domingo, 29 de agosto de 2010

Fotografia

Dos corações psicodélicos véus,
Pelo olhar das explosões infinitas,
Figurações redesenhadas nos céus;
Contemplação das ilusões definidas.

A solidão de uma quimera perdida
Na inanição dos pensamentos corridos,
Da escuridão se faz a luz refletida;
Sob as imagens, os seus coloridos.

Variações impressionantes das cores,
Revelações de uma paisagem colhida,
Das estações, cristalizados amores;

Despetalando lembranças garridas.
Nesse mergulho de enfoque e de eixo,
Pelas andanças da arte instintiva.

Alexandre Machado

2 comentários:

Paulinha x. disse...

ficou otimo!! parabens!!

Marcela disse...

so me resta te dizer uma palavra: Belíssimo! (: beeijo